feijão

Nunca foi fácil acreditar que daria certo. Achei bobo a professora falando daquele modo e senti vontade de rir. Hoje já penso "como pude ser tão esnobe?". Mas fui. Quebrei a cara, claro. Quando o pezinho de feijão brotou do meio do algodão lá no meu quarto senti vontade de chorar, pedir desculpas pra professora ou qualquer coisa assim. Acabei por plantar mais uns 10 pezinhos de feijão em algodão. Minha forma de me redimir, e de me desculpar. Acho bom as lições que essas coisas pequenininhas dão na gente. O que eu fiz com os meus pezinhos de feijão não me lembro mais... Longos anos se passaram. Provavelmente foram jogados fora, ou comidos pelo cachorro... Mas não duvidaria se me dissessem que deles brotaram muitos feijões, que matam a fome dessa gente.