achismo

lhe acho um pouco egoísta
quando deslizas os dedos pelas coxas finas
acarinhando a si mesmo
_ e eu que preciso de tanto amor?
lhe acho um pouco faminta
mastigando chicles de bola roseados
a boca aberta, esnobe
_ faz-me perder o apetite
teve tua vida e a jogou fora
com os dedos, os dentes, despeito
com tanta pouca vida por aí
_agora siga sozinha o caminho que escolheu